dolly

“Bubba Wallace: Na Raça” – O engajamento de um piloto contra o racismo e suas consequências

(Reprodução – Netflix)

Se você é amante do automobilismo ou gosta de discutir temas socioculturais não perca a minissérie documental que acabo de assistir: Bubba Wallace: Na Raça (título original em inglês – Race: Bubba Wallace)da Netflix, distribuidora de filmes em streaming mediante assinatura.

O documentário sociocultural (como indica a Netflix), estreou esse ano e aborda a carreira do piloto Darrell Wallace Jr., de 28 anos, que se tornou o segundo afroamericano a vencer na categoria de automobilismo mais popular dos Estados Unidos, a Nascar.

Wallace Jr. corre pela equipe 23XI Racing cujos proprietários são o piloto da categoria, Denny Hamlin, e a lenda da NBA, Michael Jordan, que participa de vários momentos do documentário.

Aliás, o ex-jogador também é dono dos Charlotte Hornets, time da NBA, e, na primeira década dos anos 2000 teve uma equipe de Superbike para relembrar dos tempos quando corria em motos.

(Reprodução Nascar.com)

(Michael Jordan na quadra dos Hornets (Twitter)

Denny Hamlin com o seu troféu (dir.) (Esportelândia.com)

Ícone do antirracismo

Bubba Wallace, como é mais conhecido, se tornou um ícone da luta antirracismo entre os anos de 2020 e 2021 ao levar para as pistas da Cup Series, principal categoria da Nascar, manifestações com frases de protesto estampadas em suas camisetas e inscrições em seu carro.

As ações iniciaram após o assassinato, pela polícia, de George Floyd, um cidadão negro. O crime contra Floyd, somado à mortes anteriores de negros, por policiais nos Estados Unidos, nos últimos anos, estimulou o surgimento de movimentos pelo país para, em seguida, se espalharem pelo mundo.

Quem não se lembra da frase “I can’t breathe” (“Eu não consigo respirar”) dita por Floyd antes de morrer asfixiado durante a estabanada abordagem policial? Os incidentes originaram o movimento Black Lives Matter (Vidas Negras Importam) que extrapolaram a atmosfera urbana e vão para o ambiente esportivo.

Personalidades como Lewis Hamilton (heptacampeão na Fórmula 1) e LeBron James (bicampeão olímpico de basquete e tetracampeão pela NBA) se tornaram importantes divulgadores das manifestações no ambiente de competição. Em 2020 Bubba Wallace escreveu em seu carro a frase “Black Lives Matter” para a prova no Martinsville Speedway.

O fato de ter um primo de 18 anos, morto pela polícia em 2003, em mais um caso de violência daquela corporação, pode ter motivado ainda mais as reações de Wallace Jr.

No Twitter do piloto, a foto do perfil reflete a sua posição sobre o racismo (Twitter de Bubba Wallace)

Os posicionamentos de Bubba Wallace o levaram a enfrentar ameaças de morte, a fúria dos fãs da categoria nas mídias sociais e vaias nas pistas. A minissérie deixa claro que, a partir do momento em que se engaja na luta contra o racismo, dentro e fora das pistas, os problemas começam.

As ações do piloto influenciaram a Nascar a banir das competições a bandeira dos Confederados, considerada racista por estar vinculada aos Estados do país que foram contra a abolição dos escravos, o que fez eclodir uma sangrenta guerra civil.

A equipe por onde Bubba corre contratou a primeira mulher negra a trabalhar nos boxes da categoria automobilística. Brehanna Daniels troca os pneus durante os pit stops nas provas.

Em 2004 a Nascar instituiu o Drive for Diversity Program com o objetivo de fornecer treinamento e oportunidades, para mulheres e para minorias, e de ajudar a se tornarem pilotos ou membros de equipes.

Fãs vão gostar das cenas com disputas e acidentes

Nos seis episódios da série são tratados temas como os 71 dias em que a Nascar parou por causa da pandemia da Covid-19; os bastidores de corridas e da equipe de Wallace Jr.; a história da origem da Nascar e os personagens que fazem parte das vidas pública e íntima do piloto.

Em cada episódio as cenas são entremeadas por momentos de corridas – como as de Daytona, Pocono, Sonoma e Charlotte – que agem como ponte para destacar as dificuldades e as vitórias na trajetória do piloto que, em 2019, defendeu abertamente que sofria com a depressão.

Os fãs da Nascar gostarão muito de um dos capítulos que exibe Bubba Wallace sendo treinado para competir em circuitos mistos, que são a minoria na Nascar (a maior parte das provas é disputada em ovais).

Há cenas com inúmeros acidentes, ultrapassagens e as conquistas do piloto dentro da pista. Drama, ação, esporte e política se misturam com discussões sobre a sociedade norte-americana nesta minissérie.

Para conhecer mais:

Bubba Wallace: Na Raça (Race: Bubba Wallace)

Distribuição: Netflix

Duração: 283 minutos

Ano: 2022

Direção: Erik Parker

Origem: EUA

Bubba Wallace Jr. Twitter. 2021. Disponível em: https://twitter.com/BubbaWallace. Acesso em: 23 jun. 2021.

MKTEsportivo. Netflix terá série sobre a temporada de Bubba Wallace na Nascar. 2021. Disponível em: https://www.mktesportivo.com/2021/04/netflix-tera-serie-sobre-a-temporada-de-bubba-wallace-na-nascar/. Acesso em: 19 jun. 2022.

Netflix. Race: Bubba Wallace. Official Trailer. You Tube. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=l9n3z81fZ_Y&t=2s. Acesso em: 23 jun. 2022.

NOGUEIRA, Carlos. Michael Jordan. Uma superestrela também nos negócios. 2021.

Lisboa, Portugal. Disponível em: https://www.dn.pt/edicao-do-dia/26-set-2020/michael-jordan-uma-superestrela-tambem-nos-negocios-12761162.html. Acesso em: 19 jun. 2022.

Marcelo Cardoso é jornalista e professor universitário que pesquisa o jornalismo em suas várias interfaces com o esporte. Contatos:

Face

Insta

Linkedin

Twitter